Meditação Diária

Nao-adianta-conhecer-a-Palavra-e-nao-coloca-la-em-pratica

Vivendo em um mundo que despreza ardentemente a Palavra do Senhor, um questionamento que os cristão precisam fazer é: “Qual o meu desejo pela Palavra do Senhor”? Uma das características essenciais dos cristãos primitivos era o amor pela Palavra revelada. Vemos esse amor bem manifestado nos bereianos, pois se afadigavam no estudo. Contudo, observamos que esta característica tem sido esquecida nos últimos dias. A fim de não incorrermos neste erro, lembremos do que o salmista falou: “Consumida está a minha alma, por desejar, incessantemente, os teus juízos. Eis que tenho suspirado pelos teus preceitos; vivifica-me por tua justiça. Abro a boca, e aspiro; porque anelo os teus mandamentos” (Sl 119.20,40,131). A ideia que repete-se neste versos é o desejo extenuante pela Palavra do Senhor. Que esta ideia possa está presente na vida de cada cristão. Nisto consiste a oração da equipe do SIBB: rogar ao Senhor que a cada geração tenhamos crentes mais e mais desejosos pela Sua Palavra.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *